Numa fria com elegância

Nada como o aconchego de uma casa decorada para o inverno; veja dicas

Com temperaturas bem baixas em Belo Horizonte, arquitetas apontam as melhores escolhas e tendências para esta época do ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/07/2017 13:20 Lilian Monteiro /Estado de Minas
Para a arquiteta Cris Paola, tapetes trazem a sensação de conforto térmico - Hamilton Penna/Divulgação Para a arquiteta Cris Paola, tapetes trazem a sensação de conforto térmico

O design de interiores não tem a mesma efemeridade das tendências das passarelas. No entanto, a decoração consegue marcar algumas estações. Agora, com as baixas temperaturas e o frio que Belo Horizonte e Minas Gerais têm enfrentado nos últimos dias, nada como descobrir com profissionais como deixar a casa mais quentinha neste inverno.

A arquiteta Cris Paola, do Studio Cris Paola, de São Paulo, lembra que inverno é igual a frio, chocolate quente, mantinha ou cobertor. Pensando nisso, a nossa sensação de bem-estar deve enfrentar essa estação com itens de acolhimento, mesmo com muito frio lá fora. “Agora se usam tons mais escuros, como dark chocolate, azuis e cinzas. Como os dias demoram a clarear ou escurecem mais cedo, a utilização de luzes de tons amarelos aquece o ambiente interno. Cortinas mais grossas para impedir que a friagem entre nos ambientes também é uma boa opção.”

Apostar em adornos como almofadas e camurça o peludinhos no quarto é boa pedida - Ricam/Divulgação Apostar em adornos como almofadas e camurça o peludinhos no quarto é boa pedida
Conforme Cris Paola, é possível aquecer sua casa, deixando as baixas temperaturas do lado de fora sem gastar muito. Ela revela dicas preciosas: “Se a sua casa tem piso frio, nessa estação é bem legal colocar um tapete na sala da TV ou home-theater e na lateral da cama, isso já vai trazer a primeira sensação de conforto térmico. Vale também para piso mais quente, como madeira. O uso de mantas sobre os sofás, almofadas de cores mais neutras ou escuras trazem o astral do inverno para a decoração da casa. O sofá pode esquentar o seu ambiente consideravelmente. Se a opção é trocar ou comprar um novo, procure os de tecido como o suede ou a camurça nos tons mais neutros de marrons, verdes ou cinzas. Se o momento não é para troca, você pode adequá-lo com uma capa de tons mais fechados e já terá resolvido seu problema. Velas decorativas em tamanhos maiores aquecem e deixam sua sala bem aconchegante, mesmo que você não queira acendê-las. Há ainda as ecolareiras, que não precisam de nenhuma instalação, já que são acesas por gel e têm bases próprias que são possíveis de se colocar em qualquer ambiente. E darão um superestilo ao ambiente”.

No frio, a tendência é usar cores mais fechadas. Cris Paola avisa que, para não pesar o ambiente, o ideal é que você eleja uma ou duas cores predominantes e as cores mais neutras ou pastel sejam complementares e usadas em detalhes, como tapetes, almofadas e mantas, e sempre utilizando tons sobre tons, tipo marrom e bege, azul-escuro e um tom de azul intermediário etc.

Projeto destaca a mistura da madeira com tecidos ou couro - Ricam/Divulgação Projeto destaca a mistura da madeira com tecidos ou couro

A arquiteta lembra que, num Brasil continental, o clima nas regiões são bem distintos. “O Brasil é um país de grande diversidade, existem cidades onde não há inverno (baixas temperaturas), como nas regiões Norte e Nordeste. Para trabalhar as cores invernais nesses lugares indico usar os tons predominantes do verão junto aos tons mais escuros. Por exemplo, escolher um azul forte ao lado de uma cor terra, que remete ao verão. Porém, por ser mais fechada, isso dá uma paleta de tons bem interessante. A cor verde no tom caqui ou musgo com manga alaranjada, e assim por diante, são ótimas opções para quem quer mudar conforme a estação”.

LÃ E TRICÔ

Já Fernanda Tegacini, da Très Arquitetura, também de São Paulo, enfatiza o que pede a decoração de inverno: “Temos de trazer o aconchego por meio de uma paleta de cores quentes e materiais acolhedores, como a madeira e tecidos como tricô e lã”. Para a profissional, o importante é “compor materiais do nosso dia a dia, como a madeira, os tecidos e o couro, dentro da paleta de cores quentes”.

Lã e tricô foram a alternativa usada pela arquiteta Fernanda Tegacini para aquecer o ambiente - Lilian Knobel/Divulgação Lã e tricô foram a alternativa usada pela arquiteta Fernanda Tegacini para aquecer o ambiente

Fernanda Tegacini lembra que a estação mais fria do ano requer elegância. Um conceito que exige equilíbrio e harmonia na composição do ambiente. “A diferença é equilibrar os materiais e valorizar algum de maior importância, como, por exemplo, destacar o uso da madeira em marcenaria ou painéis e usar os tecidos, couros nos mobiliários. A mistura de texturas é válida, mas respeitando uma paleta de cores coerente.”

Outra opção para quem quer mudar a casa é investir nos adornos e detalhes que fazem a diferença. Fernanda Tegacini chama a atenção para “poltronas de leitura que propiciam a colocação de mantas de inverno. Almofadas de camurça e tricô, tapetes mais “peludos” e altos de lã natural. São cuidados que vão dar outra cara para o ambiente”.

ANOTE AÍ

O arquiteto e consultor da Telhanorte César Augusto Pasquini apresenta dicas simples de pequenas reformas e produtos acessíveis que podem deixar o lar mais confortável, com sensação térmica aconchegante e agradável.

» Abuse das cores quentes, seja em acessórios decorativos seja em tintas, como os tons de mostarda, chocolate e cereja

» Cortinas, aquecedores, lareiras artificiais, abajures e velas deixam a casa confortável do ponto de vista térmico, além de dar um toque especial na decoração

» Luminárias e abajures podem ser incluídos na decoração como alternativa para o aquecimento. Além disso, a troca da iluminação da casa por lâmpadas quentes amarelas

» No banheiro, os tapetes felpudos com base de borracha podem torná-lo mais aconchegante

» Para a cozinha, é possível optar pelas torneiras elétricas, que podem ser facilmente instaladas e têm preço acessível, ou misturadores com aquecedor a gás ou elétrico, que são úteis tanto no inverno quanto no verão, além de ter design mais arrojado e moderno.

Outros artigos

ver todas
17 de outubro de 2017
10 de outubro de 2017
03 de outubro de 2017
29 de setembro de 2017
27 de setembro de 2017